A importância de ter uma inteligência emocional no trabalho

A princípio, o ambiente empresarial por si só apresenta muitos desafios e divergências, são pessoas diferentes se relacionando, com culturas e crenças diversas. Para saber lidar bem com isso, é necessário trabalhar a inteligência emocional no trabalho, habilidade que permite gerenciar as próprias emoções e também, as emoções alheias, criando um clima mais agradável e […]

Vitória Coimbra
17 de novembro de 2021
Você sabe a importância de ter uma inteligência emocional no trabalho?

A princípio, o ambiente empresarial por si só apresenta muitos desafios e divergências, são pessoas diferentes se relacionando, com culturas e crenças diversas. Para saber lidar bem com isso, é necessário trabalhar a inteligência emocional no trabalho, habilidade que permite gerenciar as próprias emoções e também, as emoções alheias, criando um clima mais agradável e evitando problemas no ambiente de trabalho. 

 

Afinal, o que é inteligência emocional?

 

A inteligência emocional pode ser definida como a capacidade de lidar com as emoções pessoais e alheias. 

Podemos definir cinco nichos dentro do conceito de inteligência emocional, que facilitam sua compreensão:

 

  • Empatia  

Empatia significa conseguir se colocar no lugar do próximo, entender suas dores e é uma habilidade muito importante no meio empresarial, afinal, estamos falando de um ambiente composto de muitas pessoas. Logo, conseguir compreender o próximo faz parte da inteligência emocional, uma vez que você enxerga o que o outro sente, é mais fácil conseguir ajuda-lo e ser mais flexível diante de problemas. 

 

  • Controle emocional 

Ter o controle das suas emoções e saber usar essa habilidade a seu favor é de extrema importância principalmente no mundo empresarial. Existem diversos cursos e técnicas que ensinam como controlar as emoções para conseguir vender mais, persuadir com um melhor desempenho e até mesmo realizar a gestão de uma corporação. 

 

  • Autoconhecimento 

Reconhecer os erros sem o apontamento de um terceiro e saber corrigi-lo é uma habilidade muito valiosa não só no mercado de trabalho, mas também em um meio social. Quando o profissional possui essa capacidade, ele aceita críticas de uma forma mais eficaz, sem se ofender ou levar para o pessoal e ao invés disso, busca soluções e maneiras de evoluir e aprender com a falha. 

 

  • Relacionamentos interpessoais 

Habilidades emocionais contribuem para que todas as relações sejam mais leves e práticas. A construção de um relacionamento saudável e sem complicações é sem dúvidas um pilar muito importante dentro de um ambiente empresarial. Colegas de trabalho são pessoas nas quais estão presentes no dia a dia de qualquer um que possui um emprego, vivemos em sociedade e é inevitável não ter nenhum contato principalmente dentro de uma corporação. Saber se relacionar de forma inteligente, evitando conflitos, é um ponto muito importante para a construção de um bom profissional. 

 

  • Automotivação

A automotivação é uma das principais características que valorizam um profissional no trabalho. Pessoas que possuem essa capacidade, estão sempre buscando o melhor, estabelecendo suas próprias metas e alcançando objetivos sem que necessitem motivação se um chefe ou superior. Esse tipo de pessoa evolui constantemente, além de inspirar seus colegas a também buscarem o crescimento. 

 

Qual o impacto da inteligência emocional no trabalho? 

O mundo corporativo é um ambiente que exige muito do profissional atuante. Lidar com números, outras empresas, metas e negociações pode ser muito estressante e até mesmo cansativo. Além disso, quando uma pessoa não está bem na sua vida pessoal, isso reflete em todos os aspectos, inclusive em seu desempenho no trabalho. E é aí que entra a inteligência emocional. 

Saber lidar com as emoções é um grande diferencial, tendo em vista que uma pessoa emocionalmente resolvida consegue trabalhar muito melhor em equipe, já que ouve seus colegas e se comunica com calma e paciência. Consegue também saber lidar com situações de caos, sem se desesperar e perder o controle. É um ótimo pilar em casa de conflitos, uma vez que pode auxiliar na resolução, agindo com racionalidade e clareza. 

Quando o profissional consegue aplicar a inteligência emocional no trabalho, ele só tem a agregar a empresa e a sua vida pessoal.  Dessa forma, ir atrás de seus objetivos e se concentrar no que realmente importa, aumentar o rendimento e a produtividade, evitar estresse desnecessários, estar bem consigo mesmo e realizar um serviço bem feito são características que comprovam como a inteligência emocional no trabalho é necessária. 

O que devo fazer para conquistar a inteligência emocional no trabalho?

É muito comum que grandes corporações querem garantir que seus funcionários tenham essa expertise. Uma pesquisa feita pelo HUBRH+ABPRH  mostra que 66.3% das empresas se preocupam com a saúde mental dos seus colaboradores. Como auxilio, são promovidas palestras internas para a conscientizar todos. Além disso, muitas corporações possuem um RH composto por psicólogos que realizam ações e campanhas internas com o intuito de contribuir com o bem estar corporativo e pessoal. Outro recurso comum em grandes redes é disponibilizar um psicólogo para sessões de terapia.

Se você quer contar com a habilidade de inteligência emocional no trabalho no seu currículo, vamos indicar alguns livros. Os quais podem iniciar essa construção, que posteriormente pode ser desenvolvida com a ajuda de um profissional da área (psicólogo) e trabalhada ao longo da vida. 

 

O poder da inteligência emocional: como liderar com sensibilidade e eficiência  

Esse livro é um best seller internacional, e é conhecido por consagrar a inteligência emocional no mundo empresarial. O autor explica a importância da inteligência emocional no trabalho e como essa habilidade se tornou primordial para todos os líderes no mundo todo. 

 

  Trabalhando com a inteligência emocional 

Nesse sentido, no livro, o autor aplica sua teoria sobre inteligência emocional no ambiente do trabalho. Ao longo do discurso, podemos ver como a inteligência emocional pode ser decisiva para quem almeja crescer profissionalmente. 

É muito importante a busca de conhecimento e o interesse em se tornar cada vez mais um profissional preparado para o mercado e seus desafios.